Portal | Mapa do Site | Contato
Infraestrutura
Destaques
Cursos
Kennedy e você
Acesso rápido

Tendo em vista sua missão, os princípios e os referenciais norteadores das ações da Instituição, foram elaboradas as seguintes estratégias, implementadas por meio dos cursos implantados:

• Formar o cidadão ético;

• Criar meios para incentivar o aluno, em toda sua trajetória acadêmica, a adquirir capacidade crítica perante o mundo, discutindo valores, crenças, ideologias e costumes;

• Aprimorar sua formação sócio-cultural e enfatizar a noção de responsabilidade e solidariedade coletiva. Tal objetivo será alcançado principalmente através da prática e da postura de professores e autoridades educacionais bem como dos conteúdos abordados. Além disso, outras estratégias serão adotadas e priorizadas, como a organização de atividades semestrais: palestras, seminários, debates, visitas a instituições comunitárias, ou seja, atividades que promovam a discussão de temas éticos ligados à realidade da escola e da sociedade;

• Formar profissionais qualificados para o enfrentamento das exigências do mundo contemporâneo;

• A organização curricular, descrita no projeto político pedagógico de cada curso, que se encontra flexibilizada horizontal e verticalmente, é a principal estratégia utilizada para consecução de tal objetivo; as disciplinas optativas presentes em todos os cursos possibilitarão, por um lado, uma maior especialização do aluno na área escolhida e, por outro, uma diversificação de saberes necessários à aquisição ininterrupta de novos saberes. Assim o profissional terá como principal tarefa aprender a aprender, e a proposta desta escola é ensiná-lo a aprender e, portanto, insistir na assimilação da idéia de uma educação permanente. O profissional será formado conjuntamente com o cidadão, capaz de tomar decisões e se adaptar sempre a situações renovadas, um sujeito crítico e autônomo, que deixa de ser apenas um apanágio da cidadania e passa a ser o fundamento da atividade profissional. Outra estratégia são os cursos de extensão e pós-graduação, estruturados e oferecidos pela Instituição. Os primeiros serão mais constantes, pois poderão ser feitos concomitantemente com a graduação. 

• Desenvolver trabalhos de extensão para integração com a comunidade. A comunidade é considerada pela SOEBRÁS (mantenedora) como sua principal parceira, pois acredita-se que ela possua experiências e conhecimentos acumulados que, somados àqueles produzidos no interior da instituição poderão promover mudanças sociais de forma participativa e sustentável. Neste sentido, as atividades serão desenvolvidas com e para a comunidade, a fim de interferir positivamente na sua realidade social. Para alcançar tal objetivo, as atividades serão organizadas a partir das necessidades da comunidade e não a partir do que a instituição considera mais viável; por isso, elas serão planejadas com a comunidade ao longo de cada ano escolar. A fim de implementar as atividades de extensão dos cursos mantidos será criado o Núcleo de Extensão, previsto no regimento da Instituição. As atividades do Núcleo de Extensão serão organizadas segundo demandas do corpo docente e da comunidade, prioritariamente, tendo em vista o encaminhamento das disciplinas no que se refere à abordagem prática de seus conteúdos, às necessidades específicas dos alunos relacionadas ao contato com o mercado de trabalho, à realidade-contexto que fornece significado à inserção do curso na comunidade regional, e aos próprios interesses das Faculdades, explicitados em seu Projeto Pedagógico.

 

A política de Extensão encaminhada pelo Núcleo de Extensão deverá refletir as seguintes diretrizes:

 

• Promover atividades que possam sintonizar o curso com a dinâmica do mercado de trabalho;

• Oferecer campo para realização de projetos de docentes e discentes no que se relaciona à aplicação de conhecimentos e/ou à experimentação de novas idéias;

• Manter intercâmbio com todas as agências que, de alguma forma, representarem campos férteis de conhecimento e prática profissional nas áreas dos cursos ofertados;

• Desenvolver atividades de pesquisa e produção de novos conhecimentos.

 

Para alcançar esse objetivo, o enfoque principal é a pesquisa que, de acordo com a missão institucional, está voltada principalmente para responder às necessidades específicas da região, que podem, inclusive, ser feitas junto com as atividades comunitárias. As estratégias a serem adotadas são:

 

• Formação de Grupos de Estudo e Pesquisa, compostos por discentes e docentes, em cada um dos cursos implantados, que desenvolverem estudos e pesquisas. Os grupos serão interdisciplinares e se definirão por linhas de pesquisas.

• Programas de Iniciação Científica que, além de estimular a pesquisa entre os discentes, produzirão conhecimentos nas várias áreas de cada curso; Inclusão, na grade curricular dos cursos, do “Trabalho de Conclusão de Curso”, de acordo com os projetos políticos pedagógicos que, junto com a iniciação científica, estimulará e produzirá pesquisas e novos conhecimentos;

• Criar uma revista científica da Instituição para estimular a publicação dos trabalhos de pesquisa e extensão desenvolvidos pelo corpo acadêmico de cada um dos cursos que serão criados.

• Realizar convênios e parcerias com empresas e órgãos de fomento, como FAPEMIG, CNPq, CAPES, para financiamento de projetos de pesquisa e bolsas de iniciação científica;

• Criar o programa de bolsas para discentes vinculados ao desenvolvimento de pesquisa;

• Garantir carga horária aos docentes dedicados à pesquisa, conforme plano de carreira e qualificação da Instituição;

• Estimular e financiar a participação de docentes em congressos e eventos científicos;

• Estabelecer, junto com o corpo docente, um número mínimo de publicações anuais de cada professor;

• Garantir a formação de pesquisadores e qualificação profissional do corpo docente através de incentivos à realização de cursos de pós-graduação em nível de mestrado e doutorado, também previstos no Plano de Qualificação e de Carreira;

• Trabalhar o tempo escolar do aluno para que transcenda a sala de aula.

 

Com tal objetivo, pretende-se tornar o tempo escolar do aluno mais produtivo; como estratégia, estão previstas, nas matrizes curriculares dos cursos que serão implantados, disciplinas com carga horária dedicada a atividades acadêmicas curriculares que poderão ocorrer fora do ambiente escolar (conferências, seminários, eventos, atividades de investigação científica, visitas técnicas, cursos de extensão etc.). 

Essas atividades têm como objetivo incentivar a pesquisa, a inserção nas atividades acadêmicas dentro e fora da instituição e nos debates relativos à produção científica. Os Grupos de Estudo e Pesquisa também serão uma estratégia para atingir tal objetivo. Será também estimulada a criação de chats e listas de discussão, via Internet, que poderão funcionar como uma importante ferramenta de aprendizagem fora da sala de aula e da escola. Os laboratórios de informática da SOEBRÁS foram pensados também para facilitar o acesso e o desenvolvimento dessas atividades. Outras atividades acadêmicas complementares como estágios, projetos de extensão, seminários extra-classe, participação em eventos científicos, cursos de extensão etc., que ocorrem fora do ambiente escolar, em várias modalidades, serão reconhecidas, supervisionadas e homologadas pela Coordenação de cada curso.

Encontre a unidade:
Dúvidas:
31 3408.2350 (Venda Nova)
31 2103.2103 (João Pinheiro)
Visite os sites das instituições parceiras.
Conheça também:
 
© Todos os direitos reservados às Faculdades Kennedy.